Follow by Email

quinta-feira, 28 de junho de 2012

festa junina: adooooooro




eu amo uma festa junina. nasci em junho e desde de pequena adoro quando meu aniversário chega e aquele cheirinho de festa vem junto.
gosto das comidas, das bebidas, do climão caipira. dizem que a festa junina foi trazida pelos portugueses. a wikpédia explica que as fogueiras nas festas juninas, ou festas dos santos populares, eram uma tradição pagã pra celebrar o solstício de verão e com o tempo se transformaram em tradição nas festas de são joão batista (celebrado em vários países europeus). 
contam os católicos que para avisar maria, mãe de jesus, sobre o nascimento de são joão batista, isabel (prima de maria) teria acendido uma fogueira sobre um monte (era um pedido de ajuda, assim maria poderia ver o sinal e ir ajudar a prima). 
as festas juninas recebem também nome de festa de são joão. vem dai, do santo, já que a festa geralmente é no dia do nascimento dele. 
são pedro e santo antônio entram no bololô das festas uma vez que os dias dedicado a eles também são em junho. enfim, cada elemento da festa tem uma explicação: o balão era usado pelos portugueses para avisar o começo da festa , a quadrilha que começou lá na frança e foi importada pela elite e misturada ao folclore brasileiro. cada coisinha tem um porquê. a festa por exemplo era chamada inicialmente de joanina, por causa de são joão, mas virou junina porque é em junho, e julina porque é em julho. não vou explicar tudinho timtim por timtim. são muitas idiossincrasias e aqui não é o caso. vale lembrar que basicamente a gente se enfeita e decora os ambientes com um toque caipira, rural, simbolizando a simplicidade do brasil colonial. festa junina é chamada de arraial (arraiá), também vira quermesse. cada um com seu cada qual. 
mas o importante mesmo é que em todas as comidinhas e bebidas são mais ou menos as mesmas e eu adoro a comida típica de são joão: bolo, arroz doce, pinhão, canjica, milho cozido. coisas que relembram as cidades do interior, o rústico. a total falta de sofisticação fazem das festas juninas as melhores. lembro quando era criança lá em arroio grande e todo ano tinha festa junina e uma fogueira enorme. uma festa específica marcou época, foi na aabb da cidade. foi também a primeira filmagem externa que meu pai fez. nós tivemos o primeiro vídeocassete da cidade - cidade grande, né? - e pra filmar não era como agora, que as câmeras não pesam nada. você tinha que carregar um trambolho pendurado e mais uma parte do vídeo. era uma coisa horrorosa...
ficou tudo registrado. teve casamento caipira, a noiva grávida, que vinha a ser o padrinho do meu irmão, tinha o noivo tentando fugir, tinha o pai da noiva com espingarda. um roteiro completo! lá não tínhamos a tradição da quadrilha. eu na verdade só fui conhecer quadrilha aqui em brasília. nunca fui muito fã da dança, mas já me diverti muito em vários ensaios e apresentações. 
sempre trabalhei em festa junina, no colégio, na igreja. já fui a rainha da pipoca váááárias vezes. as minhas barraquinhas sempre eram da pipoca...hoje em dia só de sentir um cheirinho de pipoca já me dá um aconchego no coração. eu gosto tanto de festa junina que uma vez fiz uma festa junina in door. já viu festa junina em apartamento? poizé. eu fiz. só não levei o projeto da fogueira adiante por motivos óbvios, né?
música de festa junina sempre foi uma incógnita pra mim. "são joão, acende a fogueira no meu coração". o quê? o cara é piromaníaco? "cai cai balão...aqui na minha mão, não cai não, não cai não, cai na rua do sabão". cai ou não cai? se cair na mão, queima porra."capelinha de melão é de são joão, é de cravo, é de rosa é de manjericão". oi?
e o quentão? huuummmm as alegrias e delícias do quentão. é um gole e já sobe aquele quente, as bochechas ficam pegando fogo, e dá um brilho, né? dá um pá.
e as pessoas? parece que nas festas juninas todos ficam mais aconchegados, por estar frio parece que todo mundo fica mais pertinho, mais entrosado. e claro, todo mundo fica mais bonito, roupa de frio é sempre mais elegante. uma bota, um chapéu, tudo isso tem seu valor.
e é fato: em festa junina todo mundo tá sorrindo. não existe cara fechada em festa de são joão. até porque com tanto pé de moleque, bolo, canjica, não tem como ficar emburrado. a gente ri nem que seja do ridículo alheio, ri nem que seja daquele seu amigo que jura que caipira é desdentado e pinta o dente de preto. pra mim é assim, em festa de são joão não vale ficar triste...ê "sãojão", anarriê!!! 

terça-feira, 26 de junho de 2012

um caos no país da copa

não estamos preparados: nem aeroporto, nem rodovias, nem ninguém






- quero só ver quando chegar a copa!!! praticamente essa foi a frase do meu fim de semana...por onde andei tinha alguém falando sobre isso...(estive em porto alegre e algumas semanas atrás em são paulo, e foi a mesma coisa nos dois lugares...sem contar que já virou bordão em brasília)...e sobre isso tenho a dizer: eu também! aliás, nem quero ver ...se está um sufuco agora, imagina quando começarem a chegar os turistas...o brasil não está preparado....brasília, são paulo, porto alegre não estão...se o rio estiver, ponto pra eles! o fato é que nada está funcionando...as cias. aéreas , o sistema nos aeroportos, as rodovias, os hotéis, os táxis, o atendimento em qualquer lugar, o transporte, a saúde, as pessoas...tudo está devendo, tudo está ruim...temos que nos repensar ou vai ser um fiasco internacional...no caso das cias. aéreas a coisa tá muito feia, beirando ao caos. tenho vários exemplos...vamos lá. indo pra sampa de tam enfrentamos problemas logo no estacionamento do aeroporto aqui em brasília...não tem vaga. isso que você vai pagar caro para deixar o carro ali...e se fosse só no aeroporto, mas em nenhum lugar de brasília tem vaga...mas falemos do aeroporto...além da escassez no estacionamento, enfrentamos o velho e conhecido problema da falta de civilidade do ser humano...(história rápida 1: três mocinhas chegando sei lá de onde encontram um mocinho que ajuda a colocar as malas no carro...o que era pra ser rápido, já que tem um idiota - no caso, eu e meu marido - esperando pela vaga, vira uma novela...as mocinhas e o mocinho não param de conversar, de se abraçar, rir e contar  causos...hellloooouuuuuuu...será que não dá pra ser rápido? será que não estão vendo os infelizes esperando a vaga? parece que não...fim da historiola...) contornada a falta de educação alheia, check in feito via internet em casa, enfrentamos filas até então suportáveis...entramos na aeronave e sentamos nas nossas apertadíssimas poltronas, comemos nossa saborosa e imperdível porção de biscoitos e voilà, bebemos cervejinha!!! ...mal sabia eu que seria o último luxo numa viagem de avião...finalmente, chegamos a são paulo! minha mala chegou inteira! aliás, minha mala chegou! ...já tive tanto problema com mala, que o fato dela chegar já é mais um luxo!!! e aqui entre nós, os caras que carregam as malas parecem ter raiva delas...precisam urgentemente de um curso de reciclagem, não é possível...enfim, no aeroporto de sampa, ficamos hooooooras esperando as malas sairem na esteira...conseguimos juntar tudo e fomos pegar um táxi. ai senta que lá vem a espera...fomos direto ao quiosque do táxi: interditado...- a senhóóóra pode estar indo direto pra fila lá fora...- ah tá, brigada. chegando lá fora no aeroporto, a senhoóóóra aqui se deparou com duas enormes filas, umas bichas longas que não se via o fim...e qual a diferença de táxi comum pra especial? ninguém te explica...só se sabe que um é mais caro que o outro...um senhor aparentemente nativo disse que o táxi especial é de rádio táxi, tem ar condicionado e é monitorado pelo rádio/satélite...já o comum é um salve-se quem puder...ah, vamos de comum mesmo...mais horas na fila, pegamos o táxi que nos levou ao hotel...pelo gps seriam poucos quilometros...demoramos uma hora (ou quase) no que deveriam ser poucos minutos...ufa, chegamos ao hotel...(dai são muitas histórias engraçadas que conto mais tarde)...dois dias depois, na hora de voltar pra casa, até que o trânsito estava legal...aeroporto cheio, mas tranquilo...o atendente da tam perguntou: vocês gostariam de voltar mais cedo? posso tentar encaixar vocês ...querem? queremos!!! e assim foi...nos deram as cadeiras chamadas de assento conforto (nada mais justo, já que nossas passagens eram num horário mais tarde mas eram mais caras, enfim....)...o tal assento conforto na tam é pago. isso é informado assim que você pergunta por eles...embarque encerrado, portas trancadas...um bunitão que se acha mais importante que os outros simplesmente  levanta do lugar dele e senta no assento conforto! assim, na maior cara dura...ou a tam cobra pelo tal assento e exige comprovante na hora da pessoa sentar ou não cobra nada e foda-se...o que não pode é alguém pagar pra ficar lá e vem um sem-educação e senta sem pagar nada!!! ai o mesmo bunitão resolve que vai colocar a mochila dele em cima da minha! começou a afofar minha mochila e ei, falei eu, se você for colocar sua mochila ai, cuidado que na minha tem coisa de quebrar...sim, porque as pessoas simplesmente saem amassando as mochilas alheias pra fazer caber as delas. ah vai se fuder, acha outro lugar...aliás, é difícil achar outro lugar porque na tam você pode entrar com bagagem de mão do tamanho que você quiser...tem gente que leva malas enormes que ocupam todo o bagageiro...ai não dá pra quem quer...isso precisa ser organizado, e as pessoas precisam ser mais civilizadas...a falta de educação do brasileiro no aeroporto/avião é uma coisa impressionante...enfim, chegamos...minha mala chegou, imunda, com uma alça quebrada, mas chegou (o tanto que eles gastam em conserto de mala e reposição dava pra pagar o tal cursinho pros caras que fazem o carregamento delas)...ai lá vou eu pra porto alegre no último fim de semana...meus problemas já começaram no check in feito em casa...desta vez foi pela gol...não aceitava minha tentativa pela internet, até que descobri o motivo: era um voo da webjet!!!! eu comprei passagem da gol fui de webjet e voltei de varig...depois de descobrir que era webjet, consegui fazer o tal check in...fui de mala vermelha já que a rosa estava destruída...de novo : vaga em estacionamento não existe...(história rápida 2: cheguei bufando no tal portão f, aquele lá no fundão do aeroporto...tudo lotado, gente em pé, sentada no chão, criança chorando, parecia uma rodoviária - sem preconceito, apenas pra ilustrar a confusão que estava-...avistei uma cadeira vazia...fui em direção a ela e chegando lá tinha uma caixa de vinho em cima...perguntei para a senhora que estava na cadeira ao lado se era dela...- não, não é minha...perguntei para o cara que estava num grupinho em pé ali perto...- essa caixa é do senhor? ...ninguém responde. - o senhor vai sentar? insisti eu...o cara me encarou e ficou me olhando como se eu fosse um et...- não, não vou sentar...me respondeu ríspido - então o senhor pode desocupar a cadeira para eu sentar, por favor? se não for pedir muito...o cara quase me jogou a caixa de vinho na cabeça...pode????!!!! sociedade moderna é isso ai, respeita o próximo, principalmente as mulheres, sabe conviver em comunidade e esbanja civilidade, né? ahan, senta lá, cláudia). ai começam os avisos de que o voo vai mudar de portão, depois voltam atrás....com uma hora de atraso vamos todos para aquele ônibus maldito que nos leva até a aeronave...e ai novamente nossos homens dando exemplo...estavam eles todos sentados enquanto as mulheres ficaram em pé já que demoram a chegar pra pegar lugar uma vez que são mais lentas carregando bolsas, sacolas, echarpes e afins...eu levantei para uma senhorinha sentar...e nenhum macho que estava por perto se dignou a ceder espaço...ela me agradeceu e eu não me contive...disse logo: agradeça também aos senhores bem educados que nos acompanham...dentro do avião descobri que as poltronas da webjet não se mexem!!! elas nem tem botãozinho para abaixar o encosto...e pra comer você não ganha nem a opção de barrinha de cereal, você ganha um cardápio! se quiser comer tem que pagar...e em dinheiro, nada de cartão!!! passado o susto, liguei meu foda-se e dormi. cheguei em porto com uma hora de atraso, no terminal velho...a coitada da minha irmã ficou rodando feito louca até me achar...(sim, porque ninguém te informa nada)...ela me achou e fomos felizes pra casa...depois de muitos outros episódios de falta de civilidade, de educação e de total e absoluto descaso com o alheio, terminei minha folga e voltei...o problema é que não voltei simplesmente assim, fácil...não...já em pleno domingo enfrentamos um trânsito pesado entre porto alegre e são leopoldo...que rodovias são essas , minha gente? e quando tiver jogo na cidade, como as pessoas vão se mover? quero só ver quando chegar a copa...enfim, no saguão de embarque da gol um caos...ninguém se
aeroporto lotado:visão do inferno
entendia...eram umas quatro filas, eu que só tinha que despachar a mala fiquei mais de meia hora pra conseguir ser atendida...as pessoas sem informação alguma, e os funcionários da gol sem saber informar, sem se mexer, sem iniciativa...estrangeiros em pânico porque ninguém explicava nada...depois de muita luta e já atrasada, eu e todos os passageiros vamos ao mesmo tempo para a sala de embarque...e agora instalaram lá os raios x da polícia...uma lerdeza sem fim...ai claro, mudou o portão do meu voo, e mais uma vez ninguém sabia informar nada. o sistema de som parece o de igreja do interior com padre polonês: xmadheuayu portaçsoasu seis...aliás, o que mais tinha era gente sem entender nada...a aeronave era da varig, um casal perdidinho viajava pela primeira vez e me perguntou se o voo era da gol. - sim, respondi eu, é que a gol comprou a varig e ainda não pintou o logotipo...e mais uma vez: quer comer? paga. fiquei lendo. (histórinha rápida 3: pedi pra aeromoça uma revista, ela me trouxe, terminei de ler e o cara que estava do meu lado pediu emprestada...e nunca mais devolveu! tipo, como assim?) ...o que importa é que entre trancos e barrancos cheguei a brasília - com mais de uma hora de atraso - mas cheguei...é que eles fazem assim agora: colocam todos os passageiros correndo pra dentro do avião, e ficam lá parados, esperando autorização para decolar...espertinhos já que pra infraero eles não estão atrasados, estão esperando...mas na verdade é atraso sim...antes você ficava esperando no saguão, dava pra beber uma água, comprar uma revista...agora nem isso...te espremem lá dentro e você que espere...pra variar demorou horrores liberarem as malas e a minha chegou com um pezinho quebrado...eu já estava tão cansada e de saco cheio que deixei pra lá...o bom de voltar pra casa é que da portinha de vidro já vejo de longe a nina toda espivitada me esperando do lado de fora...ai a louca - eu - se joga no chão pra abraçar a cadela...fim. final feliz (ou quase, porque ainda tenho tantas outras histórias que vou ter que contar em capítulos)..p.s - no dia que resolvo falar de aeroportos, vocês viram isto? http://r7.com/D0NO

terça-feira, 19 de junho de 2012

o outono abre alas ao inverno que chega chegando...

http://www.flickr.com/photos/daniela_xu/
as folhas que caem são espelho da minha alma se desnudando...
http://www.flickr.com/photos/daniela_xu/


"repara que o outono é mais estação da alma do que da natureza". meu querido nietzsche sempre tem razão. as folhas que caem são espelho da nossa alma se desnudando. não tem jeito, a minha estação preferida sempre foi o outono. o que na verdade nem é. a preferência é pelo verão, mas não pelo calor em si (eu detesto calor, por mim teria sempre neve na janela, chuva escorrendo no vidro) mas o verão é meu tempo de férias. é quando viajo pro cassino e faço uma reciclagem mental, é quando eu descanso, é quando eu dou um pé na bunda da responsabilidade e curto meus dias e noites lá no meu cantinho velho de guerra. e todas às vezes que tentei inovar, substituindo o cassino por algum lugar diferente, me arrependi, pq meu coração mora lá no meu rio grande do sul. 
enfim...tirando o fato de que o verão é o meu momento sabático, o outono é a minha estação preferida porque nele eu tomo minhas melhores decisões. as piores também. mas é quando eu me dou um tempo pra mudar de vida, pra trocar de emprego, de visual, de atitudes. aproveito pra dar rumo ao ano que começa (sim, o ano novo começa no mês do meu aniversário). troco as folhas da alma, do coração. geralmente entre fevereiro e junho é o tempo que tenho pra essas coisas. é quando faço meus exames de rotina, é quando traço metas, quando descarto confusões. se você sobreviveu ao meu outono, sobrevive até o fim do ano, mas se te defenestrei nessa estação, fudeu, você já era!!! e ai chega o inverno. aliás, pra quem não sabe, a estação mais fria do ano começa oficialmente às 20h09 do dia 20 de junho. quarta-feira (amanhã). e vem com tudo. vem trazendo frio, esperanças, renovação e entusiasmo. depois do meu aniversário, quando fiz 41 anos, resolvi adotar essa atitude de otimismo. porque a vida é muito curta pra ser levada a sério, é muito rápida pra eu perder tempo com pouca bobagem. se é pra perder tempo que seja com muita bobagem, não é não? 
é difícil, tem dias que meu entusiasmo e otimismo vão pra puta que o pariu e sai da frente que tô péssima!!!
e assim chega o inverno. me pega num momento que revejo conceitos, que reciclo pensamentos. quinta-feira estou indo ver minha irmã em porto alegre. vou com a bagagem cheia de saudade. ir pro rio grande do sul me renova as células, me dá mais vigor, me deixa mais feliz. é, é assim...na volta trago uma pequena angústia de saudade não matada, de banzo ainda pendente. são coisas da vida.
o importante é que o inverno tá ai, fica até 22 de setembro, quando chega a primavera. e a primavera merece um texto só pra ela. encerro esse meu devaneio com neruda....

p.s- a foto é de daniela xu, minha amigona querida que faz um sucesso danado em caxias!

"quero apenas cinco coisas..
primeiro é o amor sem fim
a segunda é ver o outono
a terceira é o grave inverno
em quarto lugar o verão
a quinta coisa são teus olhos
não quero dormir sem teus olhos.
não quero ser... sem que me olhes.
abro mão da primavera para que continues me olhando"...

segunda-feira, 18 de junho de 2012

exame do coração e elvis presley

coisas que só acontecem comigo...fui fazer um exame de esforço...pedido do meu lindo, querido, maravilhoso, tudodebom cardiologista ...cheguei cedo, pra ir vendo a papelada do plano (siiiim, lá ainda aceita, mas nem vou dizer onde é pra não pegar olho grande e sumir da lista dos planos)...ai a mocinha da recepção me falou que eu iria fazer as ecos antes...ok. ecografia de carótida (nunca tinha feito, serve pra ver...o quê mesmo? ah, diz a internet que "a síncope (desmaio), a pré - síncope (sensação de desmaio), os acidentes vasculares cerebrais, a hipertensão arterial de longa data ou complicada e aquela não controlada, as dislipidemias (alterações nas dosagens do colesterol e dos triglicerídeos) e o diabetes devem merecer estudo específico das carótidas")...enfim, entro na salinha fria e escura da eco (sempre, é sempre fria e escura) o médico já me avisa: ó vai desculpando mas é que o aparelho é novo e mais moderno, ainda tô me familiarizando! - tá bem doutor, faça no seu tempo...o problema foi a dor que me deu no pescoço. vou mandar a conta da massagista pra ele...já a eco do coração deu tudo certo...incrível como o coração é mesmo uma máquina, né? eu nunca mais vou comer gordura na vida, nunca mais (fiquei com pena do coração, o bichinho lá trabalhando o dia todo e eu ainda maltratando....)...fui para a sala do tal exame de esforço...chega uma senhora, aliás, vale nota, quando você faz exame cardiológico todos os seus colegas de espera são senhoras e senhores...mesmo...cada um mais velhinho que o outro...e eu lá, me achando uma garotinha , com cara de paisagem...sim, mas dizia eu, a senhorinha puxou conversa, contou a vida toda dela, disse que eu era uma fofa e eu ganhei meu dia! entrei na sala do médico, fui pra esteira e não era o meu mais querido doutor, era outro, um colega...o meu voltou de viagem e tava atrapalhadíssimo..ai o meu mais recente cardiologista viu que eu tenho uma foto do elvis presley na bolsa (é um porta pílulas que fica penduradinho na bolsa)...pra quê? o doutor também era fã do rei...começou a bater papo, me mostrou fotos de um elvis cover lá  do pará, e eu ali, andando na tal esteira...papo vai, papo vem, e o coração vindo na boca, eu já não respirava mais pelo nariz, uma gota de suor escorreu, comecei a ficar vermelha...- doutor, não tô mais aguentando!!! não a conversa, mas a caminhada! ou eu falo ou eu ando, os dois não tô dando conta! - ah, tá. peraí, vou diminuir, me disse ele, finalizando a história mostrando uma foto no celular quando o  elvis cover deu uma rosa pra mãe dele no fim do show...uuuufffffaaaaaaaaaaaaaaaaa...super legal o médico, difícil foi o exame mesmo...e elvis,  eu te amo, mas conversar sobre você num exame de esforço físico...quase me matou, de verdade...enfim, pra não perder o embalo, vamos com o rei, né? boa noite:

 

domingo, 17 de junho de 2012

ai que prazer ter um livro para ler...

um diazinho de frio, pós-chuva, uma preguiça imensa...ah meu sofá querido, hoje me atiro em você e só saio amanhã....mentira, tenho uns livros pra ler, uns filmes pra ver, uma caminhada pra queimar calorias e um almoço pra cozinhar...(não necessariamente nesta ordem)...é...domingão é assim mesmo, né? um dia inteirinho pra curtir o dolce far niente ou não... o vinho já tá gelando e a preguiça se espanando...enquanto isso fiquem com ele, fernando pessoa, em liberdade...
ai que prazer
não cumprir um dever,
ter um livro para ler
e não o fazer!
ler é maçada,
estudar é nada.
o sol doira
sem literatura.
o rio corre, bem ou mal,
sem edição original.
e a brisa, essa,
de tão naturalmente matinal,
como tem tempo não tem pressa...
livros são papéis pintados com tinta.
estudar é uma coisa em que está indistinta
a distinção entre nada e coisa nenhuma.
quanto é melhor, quanto há bruma,
esperar por d.sebastião,
quer venha ou não!
grande é a poesia, a bondade e as danças...
mas o melhor do mundo são as crianças,
flores, música, o luar, e o sol, que peca
só quando, em vez de criar, seca.
o mais do que isto
é jesus cristo,
que não sabia nada de finanças
nem consta que tivesse biblioteca...
(fernando pessoa)




sexta-feira, 15 de junho de 2012

meus cabelos coloridos...

vamos falar de cabelo? pra quem não sabe eu pinto meu cabelo de vermelho há séculos...originalmente acho que meu cabelo é castanho escuro...tive cabelo preto na adolescência (preto, preto mesmo, pintava de preto azul)...também já foi verde, azul...de um de repente quis ser loira, EVIDENTE que não deu certo...não se sai de preto pra loiro nem com banda de música...fiquei com cabelo tricolor (ou melhor, com um caleidoscópio de cores)...onde a tinta preta havia saído, e o cabelo tava novinho, ficou branco (sim até descolorante eu coloquei no cabelo pra ver se dava certo)...onde a tinta preta estava mais ou menos, ficou laranja e onde tinha muita tinta, ficou preto mesmo...usei boné umas duas semanas...depois assumi o cabelo colorido e fiz um sucesso danado heheheh...consegui finalmente ter ele vermelho e ai até achar o vermelho que mais combinasse comigo, passei por todas as nuances...não satisfeita fiz rastafari duas vezes, suporte umas 10 vezes (suporte é uma espécie de permanente mais suave), já fiz de um tudo, raspei a nuca, tive franja dark (agora seria gótica), tive o cabelo igual do robert smith do the cure...enfim, agora tenho ele vermelho...quer dizer, nem tão vermelho assim. pinto com vermelho super intenso da koleston...e às vezes faço umas mechas nele...e a última invenção foi colocar um pink da jeans color em mechas...também fiz uma mecha grande, pintei de azul com o produto keraton hard colors ecstasy blue...a ideia inclusive era pintar uma parte azul e outra roxa, mas optei apenas pela azul....as mechas pink ficaram lindas, mas a parte azul....no comecinho da mecha onde estava bem descolorido ficou um roxo escuro, e no resto, nem sinal de tinta...vou continuar tentando, afinal tenho dois tubos dele em casa...agora o passo a passo de como fiz as mechas...ah, importante, pra colorir o cabelo, o melhor é que ele esteja sujo...também passe um creme na testa e nas orelhas para evitar manchas se a tinta escorrer ...minha amiga vivian ajudou...e o bruno fez as fotos (não reparem o cenário, foi no banheiro aqui de casa e privada fechada é para os fracos...)

passo a passo (e alguns tropeços): 

cabelo sujo...divida em partes... faça um pote de descolorante (nós usamos ligthner, com água oxigenada 40)...passe o descolorante nas mechas com ajuda de um pincel. cuide pra pegar cabelo de cima e debaixo, pra não ficarem umas partes sem mecha...




as mechas começaram a abrir. meu cabelo é duro na queda e demora horrores pra abrir (abrir significa descolorir)...se quiser acelerar o processo enrole as mechas em papel laminado...e outra dica é passar um secador ou ir pro sol, mas era noite, então fomos de secador e papel laminado.




jogue na mão uma quantidade generosa do jeans color pink...espalhe no cabelo todo. como se fosse shampoo, esfregue bem...cuidado que mancha pra caramba, espalhe com luva, não deixe pingando por ai, e cuidado ao colocar ele em cima da pia...fica uma rodelinha rosa no mármore se não limpar direito...deixe no cabelo por uns 20 minutos...depois molhe com água quente e emulsione (esfregue como se estivesse lavando) e deixe agir por mais 5 minutos...lave bem, passe um condicionador sem sal, ou shampoo sem sal...e pronto, ele fica assim. 



aqui ele visto de cima...beeeem rosa com vermelho











e aqui eu depois da maratona da pintura...no cabelo da vivian fiz umas mechas californianas...se ela me mandar as fotos publico em breve. boa sorte.

18 livros obrigatórios...



http://zip.net/bmgVYP


não tô ganhando nada pra fazer propaganda , mas achei isso daqui bem legal...olha só, a rede universia brasil preparou uma lista com 18 livros que não podem ficar de fora das bibliotecas. eu faria uma lista diferente, e talvez mais extensa, mas valeu a ideia...além da lista com os 18 títulos, o portal oferece mais de 600 obras literárias para download grátis. para baixar as versões em PDF basta acessar  http://noticias.universia.com.br/tag/download-livros-gr%C3%A1tis

a lista:

1. Do Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa JÁ LI
2. A Divina Comédia, de Dante Alighieri JÁ LI
3. Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis JÁ LI
4. Fausto, de Goethe JÁ LI
5. Madame Bovary, de Gustave Flaubert JÁ LI
6. Os Sertões, de Euclides da Cunha JÁ LI
7. O Príncipe, de Maquiavel JÁ LI
8. As Viagens de Guliver, de Jonathan Swift  NÃO LI AINDA
9. Dom Quixote - (Volume I), de Miguel de Cervantes JÁ LI
10. Dom Quixote - (Volume II), de Miguel de Cervantes JÁ LI
11. Robinson Crusoé, de Daniel Defoe JÁ LI
12. Moby Dick, de Herman Melville JÁ LI
13. O Processo, de Franz Kafka NÃO LI AINDA
14. Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski JÁ LI
15. Coração das Trevas, de Joseph Conrad NÃO LI AINDA
16. Hamlet, de William Shakespeare JÁ LI
17. Os Miseráveis, de Victor Hugo JÁ LI
18. Orgulho e Preconceito, de Jane Austen JÁ LI (MAIS DE UMA VEZ)


tô bem né? só faltam três da lista toda...

quarta-feira, 13 de junho de 2012

eu rezo e acontece...

pra quem não sabe, tive uma educação católica apostólica romana...meu avô paterno era seminarista que largou tudo pra casar com minha avó...cresci dentro da igreja...tenho umas 127 tias freiras...fazia questão de ir a todas as missas...era mais pra fazer as leituras e os avisos, mas ia...sim, eu era metida desde pequenininha...e lá ia eu com meus 9 anos ser leitora na missa...e o padre confiava, me dava todas as leituras e afins...em brasília segui minhas idas às rezas...isso faz tempo...hoje não sou tão católica assim, nunca fui santa, e tenho uma série de dúvidas, questionamentos e crenças...mas disso tudo o que ficou muito forte em mim é que eu acredito em santo. acredito muito. faço promessa, cobro do santo, e acendo vela...e os mais íntimos já sabem: se eu rezo acontece!!!! enfim...hoje quero lembrar que é dia de santo antônio...dias das moças que querem casar afogar o santo em simpatias, também igrejas ficam lotadas de fiéis que vão receber o famoso pãozinho bento (considerado milagroso)...eu tenho um pãozinho do ano passado... congelei e vou comer hoje (será que a benção vale depois do processo de congelamento???) ...ando precisando de uns milagrezinhos ai...já que santo antônio é o santo milagreiro, e mais do que santo casamenteiro, diz a história que santo antônio também é considerado padroeiro dos amputados, dos animais, dos estéreis, dos barqueiros, dos velhos, das grávidas, dos pescadores, agricultores, viajantes e marinheiros; dos cavalos e burros; dos pobres e dos oprimidos; é padroeiro de portugal, e é invocado para achar coisas perdidas...santo antônio ajuda muito quem quer filhos...vale dar uma rezadinha pro santo, né? me encaixo numa meia dúzia de ítens dessa categoria de abençoados...e afinal,  nunca se sabe quando pode ter um naufrágio...

santo antônio, o santo milagroso

terça-feira, 12 de junho de 2012

vai falar com o gerente e a falta de civilidade alheia

falta de educação mega!!!
"o homem só pode tornar-se homem pela educação”... já dizia o pensador, filósofo, professor e metafísico prussiano/alemão immanuel kant...e vou além: o homem só pode tornar-se homem pela civilidade...e como a duplinha está em falta!!! educação e civilidade estão escassas!!! diz a wikipédia - e que se perdoem as licenças poéticas do meio citado: "civil vem do latim civile, que designava o habitante da cidade civitate. quando a humanidade se defrontou com o raciocínio, logo com a inteligência, e realmente teve consciência do "eu", houve a necessidade do respeito mútuo, do respeito ao outro. começou então a codificação de civilidade, isto é, regras de convívio social que no início eram somente de respeito do inferior para com seu superior, hierárquico ou sexual, como nos animais irracionais." o que nos diferencia dos animais irracionais é a inteligência, mas me dói saber que esse entendimento está há tantos anos luz da nossa sociedade...o que vemos é a falta de (inteligência, entendimento, civilidade)...e não preciso ir longe pra perceber isso não, é fácil, aqui do lado vejo isso...quer um exemplo? hoje fui até o setor hospitalar norte (sim, parece que agora vivo lá...)...não existem vagas para estacionar...depois de algumas voltinhas, o flanelinha me fez sinal de que aquela madame que estava ao celular indo em direção ao kia soul zero kilômetro estava saindo...- oba, que bom, me dei bem, pensei! pois lá vai a madame ao celular beeeeem devagarzinho em direção ao carro...abre a porta e fica do lado de fora, sem entrar....resolve entrar e fica falando ao telefone e ligando o carro ao mesmo tempo...nisso uma fila se formou atrás de mim, e pra desafogar o trânsito o flanelinha teve que interromper o fluxo do outro lado da faixa pros carros que estavam atrás de mim passarem...e a bonita lá, dando ré lentamente, parou o carro na metade da vaga pra dar mais uma risadinha...e nem ai pra confusão que estava o trânsito a essa altura do campeonato...uns motoristas começaram a buzinar para a fofa, e ela cagou...saiu assim, beeeeem devagar uns 10 minutos depois...e eu esperando!!!!!!!!!!!!!!! não tinha outra vaga, tive que esperar....porra, será que a porra da motorista não tá vendo que tá atrapalhando? custa sair rápido da vaga pra dar lugar pra outro pobre coitado que tá esperando? ah vai se fuder, pra mim isso é não saber viver nem conviver em sociedade...as pessoas estão cada vez
jogar lixo pela janela é bonito???
mais pensando nelas mesmas e que se dane o próximo...assim são motociclistas que têm a chance de estacionar as motos em qualquer vaguinha mais apertada mas fazem questão de ocupar uma vaga inteira! isso sem falar motoristas mal educados que estacionam o carro de qualquer jeito e ocupam duas vagas...fora os que param na vaga pra ficar esperando alguém...porraaaaannnnnnn espera ali no canto, deixa a vaga pra quem vai deixar o carro...peloamordedeus, vamos ter mais consciência, né? não custa nada dar uma pensadinha nos outros...e não falo só de vagas não, vale pra tudo...outro exemplo? o camarada tá andando, comendo um salgado, bebendo um suco, custa carregar o lixo até a próxima lixeira? pra que jogar no chão? será que ele não sabe que ninguém vai tirar o lixo dali? que aquele guardanapo e aquele copinho que ele simplesmente largou no chão, entopem a boca de lobo? fora os que jogam o lixo pela janela do carro...ah vai se fuder (de novo)...
depois reclamam da enchente que levou tudo...
depois perde tudo na enchente, e fica chorando...garanto que nunca cuidou de colocar o lixo no lugar certo...outra coisa, saio pra passear com a nina (minha schnauzer) todos os dias...eu tenho certeza que o cocô que ela faz na grama agride menos o meio ambiente do que aqueles malditos saquinhos pra pegar bosta de cachorro...mas eu vivo em sociedade, em comunidade, sou responsável pelo meu cachorro, e sei que o cocô dele vai deixar cheiro ruim, alguém pode pisar, uma criança pode tocar, sei lá, muita merda (sem trocadilhos) pode acontecer....então, pego o maldito saquinho e cato a bosta do meu cachorro...isso se chama respeito aos outros...e respeito aos outros se aprende dentro de casa...ou deveria se aprender dentro de casa, e a escola deveria reforçar esse comportamento...tudo no futuro do pretérito do indicativo, assim mesmo...porque não é o que se vê por ai...seria bom demais se fosse assim...tem gente que passa na frente do outro pra pegar a vaga no estacionamento , mesmo o infeliz dando seta pra avisar que vai entrar ...tem gente que fura a fila quando todos estão horas esperando...sempre tem um espertinho que encontra um amigo na fila e vai ficando por ali pra passar na frente de todo mundo...sempre tem um pedestre pra atravessar fora da faixa, sempre tem alguém depredando o que é público...minha mãe me ensinou a respeitar o público, público é o que é de todos, não é sem dono, é de todos os donos...parece que está tudo invertido...público virou sinônimo de casa da mãe joana...isso sem falar na educação, não aquela que se aprende na sala de aula, mas educação sinônimo de polidez, de gentileza, de respeito...sou de um tempo antiquado em que se pedia por favor, se dizia obrigada, com licença...hoje as pessoas se atropelam pra entrar no elevador primeiro, nem esperam as pessoas que estão dentro sairem, já vão por cima...hoje se alguém esbarra em você não existe o "desculpa, foi sem querer", que nada, já te olham de cara feia e não interessa se você está cheio de compras na mão....os homens não levantam mais para as mulheres sentarem nos ônibus, no metrô...ninguém mais dá lugar aos idosos, só reclamam que os velhos não têm mais o que fazer...em brasília parece que pra ser atendente de padaria e farmácia tem que ter muita falta de educação....ah, você é educado? não serve, obrigada, próximo!!...invariavelmente quem atende no caixa parece que está te fazendo um favor...são raríssimas as exceções...outro dia falei pra moça da padaria: - o troco tá errado. - não tá não senhora!, me falou carrancuda a mocinha...- tá sim, conta novamente...- não vou contar nada, tem muita gente esperando, se não gostou fala com o gerente! eu sorri pra ela e disse: que pena, você me deu 2,00 reais A MAIS...mas pode deixar que você fala com o gerente, né? obrigada. fui embora. foda-se. ela ficou lá sem acreditar. toma, pra aprender. a falta de educação impera em todos os lugares...já reparou na falta de paciência de garçon chique? te olham com ar blasè e duvidam que você tenha dinheiro pra pagar...(garçon apenas metido a chique, quero dizer, porque chique, chique mesmo te trata muito bem, obrigada, mesmo você estando de chinelo) ...em montevideu, estavamos eu, valério e duas amiguitas queridas...chegamos cansados a um barzinho superbadalado...pedimos o cardápio, e como não somos de lá ficamos perguntando o que seriam os pratos do menu. pedimos uma cerveja enquanto iamos escolher o que comer....a cerveja não chegou nunca, e o garçon parou de explicar o que era cada prato...ao que eu falei: - a cerveja não vem não? o garçon:- até vem, mas vocês não param de perguntar...- a gente pergunta porque não sabe o que é e nem tem obrigação de saber, somos turistas e parece que você está com a vida ganha, né? não quer atender? então vamos embora, parece que você não precisa que a gente fique aqui...levantamos os quatro e sai xingando em portunhol ele e a mãe dele...ah vai se fuder, né? e assim é...outra vez foi a atendente de outra padaria (é...padaria é a minha sina, ô lugarzinho difícil....) pedi dois mistos pra viagem e disse: querida, só vou aqui rapidinho na farmácia, você pode ir adiantando? nem olhou na minha cara, mas acreditei que ela tivesse ouvido já que sóe stava eu no balcão...quando volto 10 minutos depois, ela nem tinha começado a fazer...perguntei então se seria rápido...- ah não , tem mais dois na sua frente!!!! como assim????a colega dela até falou: a dona pediu pra você ir adiantando...- ela tinha é que ficar esperando! sim, foi essa a resposta, desse jeito a mulher falou sem olhar na minha cara. nem preciso dizer que xinguei até a décima geração dela, né? e fiquei sem os mistos...afff, se eu for contar todos os casos de gente mal educada, de gente sem civilidade, dava um livro...e não precisam ser grandes gestos não, por exemplo, você está atrapalhadíssimo passando suas compras no caixa do supermercado, a pessoa que está atrás de você não consegue esperar um segundo antes de já ir colocando as coisas dela JUNTO com as suas...fora quando você está na fila do aeroporto e sempre tem alguém pra bater o carrinho das malas nas suas canelas...ah, são tantos exemplos...o mundo deveria parar para pensar até onde vamos com essa falta de respeito ao outro, com essa falta de respeito ao próximo...não sou santa, nem nada, mas tenho educação suficiente para perceber que falar ao celular dentro de um elevador não é legal (ninguém precisa ficar sabendo quem você comeu ou quanto vomitou na festa de ontem...e tem gente que faz questão de falar todas as piores falhas que cometeu...) e pior, parece que tem gente que quanto mais fechado o local, mais alto fala...enfim, não sou paladina da moral e dos bons costumes, só queria que o mundo fosse mais civilizado, só isso. é pedir demais? (falando em pedir, também acho o ó aquelas pessoas que pedem desconto em obra de arte...já viu? pô, é a arte do cara, é falta de educação menosprezar quem quer que seja...né? e tem gente que pede desconto desfazendo o trabalho....ah me dá um tempo!!!). enfim, segue o baile, tomara que a música mude um pouco, né? agora vou ali baixar o som da tv, afinal é falta de educação e contra as regras da boa convivência incomodar os outros com sons altos, né? (aliás, atenção pessoal do som alto, usar fone de ouvido não faz mal a ninguém, por favor, vamos ser civilizados, né? ou é pedir demais???) ...ah, tchau, fui! *sim, sou daquelas pessoas que dizem bom dia quando chegam e tchau quando vão embora...algo tipo jurássico nos dias de hoje...   
exemplo clássico de falta de educação e civilidade

sábado, 9 de junho de 2012

a dança da vida...

stalin teria dito: "é preciso dar um passo para trás para dar dois para frente"...também dizem que a frase é do lenin....(se alguém souber de verdade de quem é, agradeço a informação)...de qualquer maneira é uma frase que não me sai da cabeça...e foi usada como estratégia na revolução russa ...recuar pra avançar...da revolução soviética direto para a minha vida...tenho momentos que se encaixam perfeitamente na ideia...no trânsito , por exemplo, todos os dias eu saio da quadra 315, onde moro, e em vez de seguir em frente, eu faço o retorno da 316 pra poder pegar o eixinho mais rápido...se eu seguir em frente em direção a 314 pego mais um balão e um trânsito complicado, então, é melhor ir pra trás pra poder ir em frente mais rápido...e por ai vai...no dia a dia tô aprendendo também...quantas vezes tive de recuar para poder avançar? quantas vezes foi preciso voltar ao começo para poder ir em frente? um passo pra trás e dois pra frente...um recuo e dois avanços...devagar se vai assim, vencendo na vida. tenho certeza absoluta. às vezes é a estratégia mais inteligente...já viu uma onda se formando? o mar recua, toma força e vem com tudo...os tsunamis estão ai pra mostrar que uma boa recuada faz uma onda gigante....nem sempre um passo pra trás quer dizer regredir...entendo em passo pra trás exatamente no sentido de voltar ao começo, uma voltinha ao princípio para traçar novos planos, novos rumos...muitas vezes basta um passinho e pronto, já estamos num novo caminho muuuuito melhor...progresso minha gente, progresso exige novos passos ...ás vezes pra trás, ás vezes só uma desviadinha, ou um passinho pro lado...é a dança da vida...nem sempre vale a pena ser cabeça dura e insistir num erro, ou em algo que te faz infeliz...não vale a pena se perder em uma filosofia de seguir em frente e ter que passar por cima da gente mesmo...por isso, são sábias as palavras russas, mesmo que eu não saiba direito quem tenha dito...





quinta-feira, 7 de junho de 2012

um arco -íris no braço e o enterrado vivo

lá vou eu falar novamente de doença e hospital...mas nem é xingamento, é só um testemunho...estou com quatro furos de agulha no braço...e o que me preocupa é o colorido que se formou nos tais furos...uma coisa roxa, com nuances verdes e amareladas...um horror! um arco-íris dos infernos... é que fui fazer uma ressonância magnética e espero nuuuunca mais na vida passar por isso de novo...toda vez que vou tirar sangue os enfermeiros não acham a veia (vai explicar, eu branquela desse jeito e ninguém encontra a porra da veia? como assim??? poizé...). nunca acham, ai sempre, invariavelmente, tentam no braço esquerdo e eu digo: tenta no outro, é mais fácil...até que acreditam em mim e furam o direito...pois a tal ressonância tinha um contraste pra ser aplicado...então, eles precisavam furar o braço, deixar tipo um caninho pendurado e por ali aplicar o tal contraste....a enfermeira furou meu braço direito duas vezes, o esquerdo uma e ficou com a agulha enfiada até o talo procurando a tal veia sumida...não achou...minha cunhada que estava comigo na sala ficou branca e de repente sumiu...acho que não conseguiu ver aquela barbárie...e eu, ali, firme...a moça ia partir para furar minha mão quando tentou perto do pulso...incrível é que tinha uma agulha enorme enfiada em mim e não saia sangue....tipo, sou a pessoa sem sangue na veia...tô começando a achar que tenho mesmo sangue de barata...enfim, finalmente o sangue veio, e o caninho foi devidamente instalado...pra entrar na máquina de ressonância tive que tirar piercing, anel, colar, pulseira e um pouco da dignidade, porque a posição para fazer o exame ninguém merece...já ouviu falar em decúbito dorsal? poizé, de bruços, com os peitos enfiados num buraco (a ressonância era de mama)...eu corajosa, me achando "a" forte, respondi: não, não tenho claustrofobia, tá tudo bem...mas pense quando aquela máquina se fechou em cima de mim, eu de bruços com a cara enfiada numa almofada, sem respirar direito...me deu um pânico!!! nunca, nunca tinha sentido isso. é uma vontade louca de sair correndo, de sair dali, um aperto no coração, na alma, um apavoramento difícil de descrever...fiquei sem ar...pensei que ia sufocar feio...fora o barulho enorme...te colocam um fone no ouvido, te dão uma espécie de campainha para o caso de o pânico ser grande e a gente precisar ser socorrida imediatamente...quase apertei aquilo...mas pensei: putz se eu sair correndo vou ter que fazer tudo de novo. segurei o choro, e fui. no meio daquela barulhama toda a enfermeira vem e aplica o tal contraste...parece que enfiou gelo na veia...e eu lá, quase chorando, sem respirar, sem me mexer, fechada na máquina, pensei: deixa eu morrer, por favor? pode ser?  aaaaaffffff meia hora depois, acabou...quase voltei ao normal duas horas mais tarde ...quase, porque estou até agora meio traumatizada...acho que prefiro uns 30 furos na veia a passar dez minutos naquela máquina dos diabos...e o resultado do exame? só na outra semana....a partir de agora vou ver com outros olhos o longa "enterrado vivo". a sensação de fazer uma ressonância é igualzinha a do cara no filme. é isso. agora vou ali respirar fundo...ao ar livre... 
   

terça-feira, 5 de junho de 2012

somam-se-me dias...serei velho quando o for...mais nada.

hoje faço 41 anos...nunca me esquivei de assumir a idade que tenho...claro que quando era criança queria logo ter 18 anos pra...pra o quê mesmo? ah não sei, sei lá, naquela época era importante...há poucos dias falei aqui da minha adultecência e da minha envelhecência...das novas sensações, dos novos medos...não vou me repetir, não agora, pelo menos...só quero mesmo fazer um registro: hoje começo um novo ano, uma vida nova...me dou a chance de começar tudo de novo...hoje sim é o meu reveillon...sem grandes promessas, com muitas esperanças e poucos (ou quase nenhum) arrependimentos...que venha a nova primavera...ando tão cansada, mas que eu me canse mais e mais...em tempo: tem uma coisa que eu não me canso nunca , nunca, nunca: álvaro de campos...não me canso mesmo...e me dou de presente hoje, o primeiro dos meus muitos presentes de mim para mim mesma, narração de paulo autran..."hoje já não faço anos, duro, somam-se-me dias...serei velho quando o for...mais nada."  aproveitem (o dia... e a vida, porque esta, infelizmente, é muito curta e única).  
aniversário:


segunda-feira, 4 de junho de 2012

vi e gostei

vi ontem pela primeira vez o programa  sln - saturday nigth live- com o rafinha bastos...e eu vou dizer: gostei muuuuuuuuito...não gostei da fernanda young apresentando...gosto muito do trabalho dela, como escritora, como humorista, como roteirista, e como entrevistadora...gosto mesmo dela. até da playboy eu gostei...mas como apresentadora do sln, não convenceu...tava com um cabelo preto "maga patalógica", com ares de enlouquecida e muito fraca...não gostei, tava forçado, parecia que a piada não era dela...e foi só isso que não gostei. o resto eu ameeeeei....aquela baixinha que tinha participado das finais para ser repórter do cqc, ainda bem que não foi aprovada, pq agora ela tá ótima no sln...gostei das piadas (mesmo as políticamente incorretas...) não precisou de apelação, com poucos neurônios se fez um programa legal...e como diria o rafinha bastos: como o rafinha, a fernanda , e o elenco todo hahahahhahah. parabéns a todos os envolvidos. e não, não recebo cachê pra falar bem, nem mal...